Fiscalização ostensiva contra mototaxistas clandestinos

por admin
3 visualizações

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AC) e a Rbtrans em conjunto com a Ciatran estão atuando na fiscalização do exercício ilegal da profissão de mototaxista para coibir o transporte clandestino de passageiros em Rio Branco. A iniciativa tem como objetivo cumprir o que determina Lei Municipal n . 1.538/05 e a Lei Federal n . 12.009/09.

As blitze estão sendo realizadas, periodicamente, em diversos pontos da cidade. Segundo o comandante da Companhia de Trânsito (Ciatran), major Luciano Fonseca, foram encaminhados à Delegacia Central de Flagrantes (Defla), 43 mototaxistas não licenciados. O motivo é a prática prevista no artigo 47 da Lei de Contravenções Penais e aplicação das medidas administrativas contidas no artigo 231, inciso VIII, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

“A segurança e a tranqüilidade dos usuários é o principal objetivo desta ação por parte dos órgãos competentes. O intuito é proteger inúmeras vidas”, enfatiza o diretor-geral do Detran, Reginaldo Prates.

O que diz a lei

A Lei Federal n . 12.009/09 regulamenta o exercício das atividades dos profissionais em transporte de passageiros “mototaxistas”, em entrega de mercadorias e em serviço comunitário de rua e motoboy, com o uso de motocicleta.

Esta lei dispõe, ainda, sobre regras de segurança dos serviços de transporte remunerado de mercadorias em motocicletas, motonetas e motofrete e estabelece regras gerais para a regulação deste serviço.

Para o exercício das atividades descritas acima, o condutor deverá ter completado 21 anos e possuir habilitação por pelo menos 2 anos na categoria. É necessário ser aprovado em curso especializado e estar vestido com colete de segurança dotado de dispositivos retrorrefletivos, nos termos da regulamentação do Contran.

Já para o profissional de serviço comunitário de rua serão exigidos ainda os seguintes documentos:

Carteira de Identidade;
Título de Eleitor;
Cédula de Identificação do Contribuinte – CIC;
Atestado de Residência;
Certidões Negativas das Varas Criminais;
Identificação da motocicleta utilizada em serviço.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo