Escolas do Acre recebem prêmio nacional por projetos de educação no trânsito

por admin
2 visualizações

O Instituto Santa Juliana, de Sena Madureira, e o Centro de Educação Infantil Willy Viana, de Rio Branco, foram premiados pela Fundação Mapfre por desenvolverem projetos educativos focados em transformar o trânsito.

No ultimo sábado, 2, a Fundação Mapfre reuniu, em São Paulo, representantes de escolas de diversas regiões do país para anunciar e premiar as melhores soluções para problemas relacionados ao trânsito que tenham ligação direta com suas comunidades escolares.

                                     

                      Duas escolas acreanas foram premidas em primeiro e segundo lugares (Foto: Cedida)

O Instituto Santa Juliana foi vencedor, com o projeto “Caminhando Pelas Ruas da Cidade”, desenvolvido com alunos do ensino fundamental. Já o Centro de Educação Infantil Willy Viana foi classificado em segundo lugar com o “Projeto Brincando de Trânsito”, trabalhado com alunos da pré-escola.

A Fundação Mapfre, por meio do Programa Educação Viária é Vital, capacita professores de todo o Brasil para elaborarem projetos na área de educação de trânsito em três categorias: Circulando pela Escola, Circulando pelo Bairro e Circulando pela Cidade.

No Acre, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AC) é o parceiro facilitador da Mapfre e realiza o trabalho de disseminação do programa, apoio e acompanhamento dos projetos desenvolvidos pelas escolas.

“Projetos como esses são de extrema importância para que exista a mudança de cultura na sociedade para valorização efetiva da vida no trânsito, já que o ensino ainda na infância colabora para essa mudança de atitude”, explica Cléia Machado, pedagoga do Detran.

Em 2017, oito instituições de ensino do Acre aderiram ao Programa Educação Viária é Vital, cinco de Rio Branco e três de Sena de Madureira.

Alunos e comunidade escolar

No Instituto Santa Juliana, o projeto Caminhando Pelas Ruas da Cidade foi idealizado por um conjunto de professores e equipe pedagógica. Durante o tempo de execução os alunos participaram de atividades teóricas e práticas em que foram incentivados a realizar pesquisar sobre a dinâmica do trânsito de quatro vias da cidade de Sena Madureira e apontar os pontos positivos, negativos e necessidade.

“Alguns alunos presenciaram até um acidente de trânsito causado pela imprudência do condutor e isso acabou colaborando para conscientização deles”, observou a coordenadora pedagógica do Instituo, Sonja Priscilla Vale.

Os alunos fizeram ainda composições e apresentações de músicas, poemas, cordéis, histórias em quadrinhos e participaram de palestras realizadas pela equipe da Circunscrição Regional de Trânsito do município.

Para envolver a comunidade foram realizas passeatas e cicleatas com o objetivo de mostrar a todos os moradores da cidade a necessidade de adotar atitudes responsáveis no trânsito.

“Esse é o terceiro ano que participamos do projeto e já conseguimos observar a mudança de comportamento dos alunos e do restante da comunidade. Estamos felizes pela premiação e agradecemos a Fundação Mapfre e Detran pela oportunidade” enfatiza Sonja Priscilla Vale

             

                  Estudantes de Sena Madureira em atividade na Semana Nacional de Trânsito (Daigleíne Cavalcante/Detran)

Crianças também podem ensinar

O Projeto Brincando de Trânsito do Centro de Educação Infantil Willy Viana envolveu 250 crianças da pré-escola, de 4 e 5 anos, e teve o foco em oportunizar o conhecimento sobre o trânsito, a vivência, a realidade e as necessidades do entorno da escola, que fica localizada no Bairro Cidade Nova, ao lado da Praça da Juventude.

“Os incentivamos a observarem as placas de sinalização, as faixas de pedestre, acessibilidade para cadeirantes e outras características das vias próximas, a partir dessa observação fizemos entrevistas e gravamos vídeos deles explicando sobre comportamentos seguros no trânsito”, explica a coordenadora pedagógica da pré-escola, Jemille Oliveira.

Os alunos também produziam cartazes, fizeram distribuição de material educativo nas ruas e realizaram uma passeata pelas ruas do bairro com a intenção de convidar a comunidade a adotar atitudes seguras nas vias.

Para atingir também as famílias, a escola realizou uma reunião com os pais e responsáveis em que mostraram os vídeos gravados com os alunos chamando atenção para a necessidade de respeito às regras de transito.

“Essa é a primeira vez que participamos do projeto da fundação Mapfre e desejamos continuar, porque é uma iniciativa que contempla os pilares da educação, oportuniza o aprendizado pela vivência e o desenvolvimento de habilidades nos alunos”, afirma Jemille.

             

        Fundação Mapfre, capacita professores de todo o Brasil para elaborarem projetos na área de educação de trânsito (Foto: Ana Flávia Soares/Detran)

Autor: Daigleíne Cavalcante 

 

Talvez queira ler essas notícias

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo