Detran contrata 60 socioeducandos do ISE

por admin
0 visualizações

O governador Tião Viana assinou na manhã desta terça-feira, 11, um termo de cooperação entre o Instituto Socioeducativo (ISE) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para a contratação, pelo órgão de trânsito, de 60 adolescentes, entre rapazes e moças, que estão cumprindo medidas socioeducativas ou são egressos do sistema e estão ganhando uma nova chance de se reintegrar à sociedade.

“O trânsito mata mais de 40 mil pessoas por ano e mais milhares de pessoas são mutiladas por acidentes. Vocês terão o compromisso de salvar vidas. Sabemos que não podemos esquecer aquilo que cometeram, mas podemos transformar a realidade a partir da educação e da oportunidade”, disse Tião Viana, na companhia da primeira-dama Marlúcia Cândida, que desejou votos de sucesso aos adolescentes.

Os socioeducandos do ISE cumprirão jornada de quatro horas por dia no Detran, atuando em atividades relacionadas à educação de trânsito e atendimento ao público. Eles precisaram estar aptos nas avaliações do corpo técnico, da segurança e da direção do ISE, não ter restrições para realização de atividades internas, comprovar frequência escolar e apresentar certificado de conclusão de pelo menos um curso de qualificação profissional. A bolsa é de R$ 350 por mês.

A diretora do Detran, Sawana Carvalho, lembrou que a ideia de contratar os socioeducandos para o Departamento saiu do próprio gabinete do governador e as negociações demoraram cerca de um ano: “Todos os servidores do Detran estão encantados com esses jovens. Ali somos uma grande família e esses meninos e meninas farão parte do governo do Estado do Acre, fortalecendo nossa equipe em prol de salvar vidas”, avaliou.

O diretor do ISE, Henrique Corinto, afirmou: “Estamos dando uma nova chance de reinserção na sociedade a partir de uma chance de trabalho para eles. É um motivo de muito orgulho pra gente”. A medida beneficia jovens como Maicon Lima, 18, que não esconde a empolgação perante a oportunidade: “Agradecemos e pedimos que não tenham preconceito. Nós, jovens, podemos ser a mudança”.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo