Radares móveis são substituídos em pontos estratégicos da capital

por admin
2 visualizações

Com a concepção de que fiscalizar é prevenir, o governo do Estado do Acre, por meio do Departamento Estadual do de Trânsito (Detran), substitui radares móveis por fixos em regiões que apresentam maiores índices de acidentes.

O trabalho de pesquisa estatística é realizado em conjunto com a Polícia Militar e serve como referência para que se estabeleçam os locais de implantação. Outro fator relevante é que os índices apontam o período noturno como de maior incidência de acidentes de trânsito, justamente quando os radares fixos não funcionam.

“Essa ação vai proteger, acima de qualquer outra coisa, a vida de condutores e pedestres, já que a utilização dos radares evita a ação de infratores no trânsito. Ao passar pelos locais onde estão instalados, pensarão antes de cometer algum tipo de imprudência. Queremos que o cidadão compartilhe com o governo do Estado a segurança nas vias, seja pedestre, ciclista ou condutor de veículos automotores”, explica a diretora-geral do Detran, Sawana Carvalho.

Até o momento, dez faixas de pardais estáticos foram substituídas, incluindo as da Estrada da Sobral, em frente à entrada do ramal Boa União, e na avenida Antônio da Rocha Viana, no sentido do bairro Tancredo Neves. No início da próxima semana, deve ser substituído o da rua Valdomiro Lopes, próximo ao conjunto Manoel Julião.

Os radares são conhecidos como Doppler e funcionam a partir de um princípio físico capaz de medir a real velocidade de um veículo ao passar pelo equipamento. Para que sejam implantados nas vias públicas, passam por rigorosos testes para a certificação do seu uso, através de instituições como o Inmetro, e devem atender a requisitos exigidos pelas resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo