Professores de Tarauacá fazem curso de educação para o trânsito

por admin
0 visualizações

Está sendo realizado nesta sexta, 29, no auditório do Centro de Educação Permanente (Cedup), o I Curso de Capacitação para Professores Multiplicadores de Educação para o Trânsito no Município de Tarauacá. Ao todo serão 40 educadores capacitados para trabalhar a temática em sala de aula e também difundir a educação preventiva.

“Motivos para educar para o trânsito”, “Causas e consequências da violência viária” e “Trânsito como tema transversal” são alguns dos tópicos trabalhados no curso. O objetivo é favorecer a reflexão sobre comportamentos seguros no trânsito e promover o respeito e a valorização da vida.

Para a coordenadora do Núcleo de Educação da Secretaria de Estado de Educação em Tarauacá, Francisca Aragão, este é um momento único e necessário para os educadores. “A história mudou em Tarauacá com a abertura da estrada. Aumentou consideravelmente o fluxo de veículos que circulam aqui, então esse curso chegou no momento certo, para que nós, educadores, sejamos multiplicadores das boas maneiras no trânsito”, disse. E completa: “As escolas de Tarauacá se comprometem com a educação para o trânsito. Por isso, peço aos professores que sejam ativos e participativos neste curso”.

O representante do 7 Batalhão da Polícia Militar, tenente Antônio Abreu, destacou que a educação e a prevenção é mais eficaz do que a repressão. “Coloco nosso batalhão à disposição para trabalharmos em parceria com as escolas, através de palestras”, disse.

“Essa capacitação é fruto de um treinamento realizado no início do mês, na capital, onde tivemos como palestrante a pedagoga Irene Rios, especialista no tema. O gerente da 2 Circunscrição de Trânsito (Ciretran), Valdir Nery, participou e quis trazer para Tarauacá. Ver que sementes já estão sendo plantadas é muito gratificante para nós”, relatou a chefe de divisão de educação de trânsito do Detran, Geny Polanco.

Para Sawana Carvalho, diretora geral da autarquia, por meio da educação será possível reduzir o número de mortos e feridos em acidentes de trânsito e construir uma cultura de paz nos espaços públicos. “Isso porque a educação para o trânsito requer ações comprometidas com informações, mas, sobretudo, com valores ligados à ética e à cidadania”.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo