Parceria entre CNM e Associação de Detrans deve potencializar ações dos Municípios

por admin
0 visualizações

(Por Agência CNM)

Uma parceria entre a Confederação Nacional de Municípios (CNM) e a Associação Nacional dos Detrans (AND) para potencializar ações de Estados e Municípios na área do Trânsito está em andamento. Uma reunião inicial dos diálogos ocorreu nesta terça-feira, 7 de maio, com representante da Confederação e a presidente da AND e do Departamento de Transito do Acre (Detran/AC), Sawana Leite Carvalho.

A área técnica de Trânsito e Mobilidade da CNM destaca: os Estados e Municípios têm um interesse em comum, que é a segurança do trânsito e a defesa a vida. Dados mostram que atualmente morrem, em média, 50 mil pessoas, por ano, em acidentes de trânsito. Além disso, a Saúde gasta mais de R$ 10 milhões com tratamentos de vítimas.

Neste sentido, uma parceria entre dos Municípios e os Detrans deve propor medidas e um novo esforço para reverter o quadro. Durante a audiência, a CNM entregou um documento à presidente com sugestões de assuntos que podem integrar a pauta de discussão com a AND.

Uma das sugestões do documento é ação conjunta no Congresso Nacional para alteração do Código de Trânsito (CTB). A Confederação lembra que há mais de 1 mil propostas em tramitação no Congresso que propõem alterações do Código, diversas propõem o aperfeiçoamento do Sistema Nacional de Trânsito (SNT). Entre as propostas, a gerada pela AND que prevê acento aos Detrans e a CNM no Conselho Nacional de Trânsito e uma que envolve a transferência para os Detrans da tarefa de licenciar os ciclomotores.

Proposição
Uma proposta que trata do controle de licenciamento com objetivo de evitar a evasão do Imposto sobre Propriedade de Veículos (IPVA) também está na pauta entregue à AND. Segundo a área de Trânsito da Confederação, ainda ocorrem registros efetuados nas capitais dos Estados e em Municípios polos regionais, embora o proprietário resida em outro Município. E a irregularidade, descrita no CTB como infração, pode ser coibida pela ação dos Detrans.

Para a presidente da AND, a parceria com os Municípios vem em boa hora. Ela acredita que a integração é fundamental para tornar mais efetiva a tarefa determinada pela lei aos Estados e Municípios no Trânsito para reduzir o nível de acidentalidade e proteger a vida das pessoas. Sawana se prontificou a ajudar no processo de municipalização e na inclusão da CNM e dos Municípios ao SNT. Apesar de a parceria ainda não ter sido formalizada, a CNM foi convidada para participar da reunião com os Detrans, em junho.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo