Operação Álcool Zero é exemplo para peruanos

por admin
0 visualizações

(Por Alexandro Lima)

O cônsul do Peru no Acre, Sandro Baldárrago, esteve em reunião na quinta-feira, 21, com a diretora-geral do Detran, Sawana Carvalho e o comandante da Companhia de Trânsito da Policia Militar, que também coordena a Operação Álcool Zero, major Márcio Alves. A conversa teve como principal tema os êxitos alcançado pelo Estado na diminuição das taxas de acidentes com vítimas fatais depois da implantação da Operação Álcool Zero e o no que esta experiência pode cooperar para a legislação peruana de trânsito.

Após ter contato com um projeto de lei que tramita no congresso peruano sobre a proibição e punição de motoristas que dirigem sobre o efeito de álcool, o cônsul procurou entender e aprender sobre a legislação brasileira de trânsito, que foi reformulada há quatro anos, quando se passou a aplicar sanções mais severas a condutores alcoolizados.

Também foi discutida na reunião a relação de fronteira entre os dois países. “Com a Estrada do Pacífico, houve um aumento natural do fluxo de mercadorias e principalmente de pessoas e veículos. Por este motivo, é importante haver um entendimento entre as instituições dos países da região para identificar possíveis problemas no futuro e tentar resolvê-los desde já”, diz Baldárrago.

A Operação Álcool Zero é uma política de Estado em prol da Década de Ação pela Segurança Viária, acordo internacional proposto pela Organização das Nações Unidas para a redução de acidentes de trânsito. Vários Detrans já estão com projetos e programas para se adequarem a esse pacto. O Detran acreano, além da Operação Álcool Zero, também trabalha na educação da sociedade e prevenção de acidentes por meio de estudos e práticas de engenharia, que auxiliam os condutores, pedestres e ciclistas nas vias urbanas e rodoviárias estaduais.

“Abraçamos com muito orgulho esta meta de redução de acidentes e temos trabalhado bastante em todas as áreas de responsabilidade do departamento. Já somos exemplo para outros estados e agora somos referência para aplicação de políticas de trânsito em países vizinhos. Isso mostra que estamos no caminho certo”, afirma a diretora-geral do Detran.

Foram apresentadas ao cônsul todas as estratégias de educação, engenharia e fiscalização realizadas pelo departamento, além da legislação que rege o trânsito em todo o país e os dados que mostram a queda no número de acidentes com mortes. “Nossa maior preocupação é conscientizar os cidadãos sobre a lei que é taxativa sobre a relação álcool e direção, esse é o principal trabalho a ser feito pelos nossos vizinhos peruanos”, explica major Márcio.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo