Instituições ligadas ao trânsito avançam em parceria com motociclistas e moto clubes

por admin
2 visualizações

Por Daigleíne Cavalcante

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC), Pedro Longo, estabeleceu nesta quarta-feira, 8, um encontro entre representantes de motoclubes, moto grupos e instituições responsáveis pela segurança.

A intenção, de acordo com o diretor do Detran, é manter um relacionamento próximo para que o respeito e a segurança no trânsito sejam mantidos.


Intenção da parceria é promover a segurança no trânsito (Foto: Weslley Chrystian)

“Esse movimento ainda é muito novo no estado, e é normal que isso cause certo desconforto na sociedade, então nos colocamos à disposição para regular os eventos promovidos nas vias públicas por eles, de forma que todos ganhem”, enfatizou Longo.

De acordo com a diretora administrativa de um dos grupos de motociclistas, a professora Maiane Vieira, a ideia é de que a categoria, que realiza passeios pelas vias públicas – chamados de “rolezinhos” -, exerça suas atividades de acordo com a legislação de trânsito, sem causar prejuízos à sociedade e com o apoio do poder público.

“O que nós queremos é que a sociedade não criminalize, não tenha preconceito com esse movimento. Nossas atividades vão além de lazer: nós nos unimos para fazer o bem, distribuir alimentos às famílias carentes e instituições de apoio a crianças e idosos, doar sangue e ajudar a tirar jovens da criminalidade”, explicou Maiane.
 

Respeito às leis de trânsito

Uma das questões levantadas na reunião foi a aplicação de multas a integrantes dos grupos por estarem realizando evento em vias públicas sem autorização prévia das autoridades competentes, uma exigência prevista no artigo 174 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

“Queremos obedecer ao que está na legislação, e viemos alinhar de que forma essa autorização pode nos ser dada”, enfatizou Maiane.

Durante a reunião, os participantes dos grupos de moto se colocaram à disposição para colaborar com as campanhas educativas voltadas aos motociclistas.

Eles solicitaram, ainda, palestras e cursos para os integrantes, com o intuito de que, ao realizarem suas atividades, os grupos não coloquem a segurança do trânsito em risco.

Representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPtran) e Superintendências Municipal de Transporte  e Trânsito (RBtrans) participaram da reunião, e, com o Detran e representantes dos motociclistas, formaram um grupo de trabalho.
 

Talvez queira ler essas notícias

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo