Escolas do Acre aderem ao programa Educação Viária Vital

por admin
4 visualizações

A Fundação Mapfre, em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/Acre), iniciou na desta segunda-feira, 5, o curso de educação para o trânsito destinado a professores, coordenadores, gestores escolares e servidores do Detran e da RBTrans.

A capacitação faz parte do projeto Educação Viária Vital que a Mapfre desenvolve em todo o país. No Acre, 38 escolas de Plácido de Castro, Sena Madureira e Rio Branco aderiram ao projeto este ano. O treinamento tem duração de 40 horas sendo quatro horas de forma presencial e depois segue no sistema de educação à distância.

Os participantes são capacitados para atuarem como multiplicadores de informação sobre as atitudes corretas no trânsito, a partir do treinamento eles devem mobilizar a comunidade a praticar condutas responsáveis no trânsito.

O instrutor do programa Educação Viária Vital, Luciano Germano, explica que construir novos comportamentos respeitosos no trânsito, não é possível abordando o assunto uma única vez e não tocando mais no assunto.

“Novos comportamentos só serão motivados e incorporados pelos habitantes de qualquer cidade se forem trabalhados de forma consistente, ano após anos, ao longo de todo o currículo escolar, dessa forma é possível consolidar novos comportamentos de forma natural”, explica o instrutor.

O programa promove ações relacionadas à segurança da população, com especial atenção à segurança viária com vistas à mudança da cultura comportamental no trânsito, conciliando ensinamentos teóricos e proporcionando momentos de vivência do que foi ensinado.

Para a coordenadora pedagógica, do centro de educação infantil Willi Viana, Jamile Oliveira, a falta de educação no trânsito é um problema social, e por isso o tema precisar ser abordado desde a infância.

“Nossas crianças desde cedo precisam se envolver com conteúdos como esse, só assim conseguiremos, um dia, uma sociedade livre da violência no trânsito”, destaca a coordenadora.

Educação Viária Vital

Instalado no Brasil desde 2004, o programa é integrado às propostas curriculares das escolas de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio, com atividades que se conectem a disciplinas e aulas de cada segmento.

A ideia é promover condições de um deslocamento seguro, de maneira que as crianças e adolescentes comecem, desde cedo, a adquirir hábitos que contribuirão para a formação de cidadãos mais conscientes, seguros, informados e respeitosos em relação à segurança viária e à própria vida.

Talvez queira ler essas notícias

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo