Em Mâncio Lima, estelionatário tenta aplicar golpe da venda de carros do Detran

por Detran AC
0 visualizações
 Andreia Nobre  30/10/2019 

O Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC)  recebeu nesta terça-feira, 29, a denuncia de um cidadão, morador do município de Mâncio Lima, que afirmou quase ter sido vítima de um golpe de venda de veículos do órgão.


Os perfis falsos propõem a venda de veículos recolhidos em operações de fiscalização Foto: Arquivo

Os falsários utilizam o nome do presidente do Detran/AC, Luiz Fernando Duarte, com perfis falsos no Facebook e WhatsApp oferecendo a venda de veículos do pátio com valores abaixo do praticado no mercado. O estelionatário afirma ainda retirar as multas e todos os débitos atribuídos ao veículo.

O agricultor José Moreira, morador de Mâncio Lima, ao ser abordado de forma aleatória por um golpista nesta terça-feira, 29, procurou a sede do órgão no município para obter esclarecimentos sobre a veracidade dos fatos.

Imediatamente o gerente da Circunscrição Regional de Trânsito (9ª Ciretran) de Mâncio Lima, Gleidson Gama, esclareceu ao agricultor de que tratava-se de um golpe.

Edinéia Gomes, esposa do agricultor, afirma quase ter caído no golpe. “No começo eu acreditei. Pelos áudios que ele mandava parecia ser sério, ele nos ofereceu uma moto, pensei até em vender a minha moto para comprar a que ele estava oferecendo, mas logo desconfiei e mandei o meu esposo procurar a Ciretran e lá foi tudo esclarecido”, declarou.

Nos áudios obtidos pelo Detran, o falsário  diz para o cidadão que o pagamento adiantado garante a liberação do automóvel no sistema, assim, mesmo sem ver o veículo antes, o cidadão acaba sendo atraído a efetuar depósitos.

Essa não é a primeira vez que estelionatários utilizam o nome da instituição para aplicar esse golpe, afirma o presidente do Detran Acre, Luiz Fernando Duarte, que resolveu gravar um vídeo nesta quarta-feira, 30, para falar sobre este golpe.

“A população deve ficar atenta para não ter prejuízos financeiros. Os funcionários do departamento não se comunicam com os usuários via Facebook e  WhatsApp”, afirmou Luiz.

Com as denúncias, o presidente do Detran encaminhou os áudios e provas à Polícia Civil que está realizando a investigação do caso.

Talvez queira ler essas notícias

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo