Educação para o trânsito chega à Terra Indígena Katukina

por admin
0 visualizações

Dos 715 km de rodovia entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco, 18 km são especiais: é o trecho que corta a Terra Indígena Katukina, situada no município de Cruzeiro do Sul. O trecho foi recentemente recuperado e após a reabertura da BR-364 ficou muito movimentado, o que se tornou preocupação para o governo em relação à segurança. Com cinco aldeias e população de 670 pessoas, o trecho tem uma constante movimentação de indígenas nas margens das rodovias, o que exige atenção redobrada dos motoristas.

de2.jpgO Detran e o Deracre executam uma série de ações no trecho indígena da rodovia. Na manhã desta quarta-feira, 6, um encontro foi realizado com a comunidade escolar na escola Tamakaya, aldeia Samaúma, e pela parte da tarde o encontro foi com os adultos.

O assunto principal foi educação para o trânsito. O Detran apresentou uma adaptação da fábula de Chapeuzinho Vermelho para transmitir às crianças e adolescentes ensinamentos de como se comportar no trânsito. O Deracre, através de seu setor “Componente Indígena”, apoiou a atividade.

O professor indígena Helildo Filho considerou de máxima importância o encontro. Ele disse que há uma grande preocupação dos professores com a segurança dos alunos, especialmente quando eles vêm para a escola e precisam atravessar a pista. “Fico muito satisfeito com esta palestra, que nos ensina como agir no trânsito”, afirmou.

de4.jpgSegundo o gerente do Detran em Cruzeiro do Sul, Valdeci Dantas, a programação na Terra Indígena acontece anualmente, quando da reabertura da BR-364. Ele lembra que neste ano já houve investimentos no trecho – foram implantadas 10 lombadas nas proximidades das cinco aldeias. “Com elas, a velocidade diminuiu, mas assim mesmo existe essa preocupação.”

O Detran também está preocupado com a conscientização entre os índios que já transitam com carros e motos. No ano passado houve uma reunião, quando foi dado alerta da necessidade de uso dos capacetes pelos índios, mesmo quando trafegar somente na Terra Indígena. O Detran também trabalha na conscientização sobre a necessidade de ter habilitação para conduzir um veículo.

Na próxima semana, o Detran vai enviar equipe de agentes para as aldeias visando monitorar o trânsito, inclusive com distribuição de panfletos educativos e informativos sobre o povo e a Terra Katukina.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo