Durante realização de blitz, Detran detecta adulteração em CNH

por admin
0 visualizações

Por Jannice Dantas

Em operação realizada em parceria entre o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e o Terceiro Batalhão de Polícia Militar (3 BPM), localizado na Baixada do Sol, na noite de quarta-feira, 17, um condutor foi abordado por agentes de trânsito por não demonstrar habilidade para estar dirigindo uma motocicleta e, ao apresentar a habilitação, verificou-se que ela estava adulterada. Ele foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil da 1 Regional para prestar esclarecimentos à autoridade policial.

Segundo o agente de trânsito Ícaro Roque, o condutor explicou que a compra da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) fora realizada em Sena Madureira por três homens que ele não sabia identificar. A adulteração foi feita colocando somente uma fotografia 3×4 do comprador afixada sobre a original, que é digitalizada. Além disso, a data de nascimento também não batia com a idade do portador. O acusado deve responder pelos crimes de falsificação de documento público e falsidade ideológica, além de sofrer sanções administrativas previstas no Código de Trânsito Brasileiro.

Ações rotineiras de fiscalização de trânsito têm se intensificado por toda a capital e interior do Estado nas últimas semanas, principalmente nos pontos em que são registrados os maiores índices de acidentes. Através das blitze, o Detran quer não somente diminuir as estatísticas de acidentes, mas também coibir práticas que desrespeitem a legislação.

Segundo a diretora do Detran, Sawana Carvalho, somente fiscalizações constantes tornam possível flagrar e resolver situações dessa natureza. “Esse rapaz estava colocando em risco não só a sua vida, mas de outras pessoas também. Dirigir sem ser habilitado representa um perigo para condutores e pedestres que utilizam as vias públicas. Assim, evitamos possíveis acidentes e preservamos vidas. Dessa maneira, caminhamos na busca de atingir uma das metas estabelecidas pelo governo do Estado para o trânsito, que é torná-lo mais seguro a toda a comunidade”, salienta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo