Detran prorroga prazo de adaptação aos radares

por admin
0 visualizações

Prazo foi prorrogado por mais 30 dias, a contar de amanhã, 07

A diretoria do Detran decidiu prorrogar nesta quarta-feira, 6, o período educativo que precede a efetiva atuação dos radares na cidade de Rio Branco. O prazo inicial, que findaria nesta quinta-feira, 7, foi estendido por mais 30 dias para garantir a adaptação dos condutores à presença dos equipamentos, que estão instalados em 16 pontos da capital. Dessa forma, a previsão para os radares passem a realizar autuações é a partir do dia 7 de março.

A diretora-geral do Detran, Sawana Carvalho, explica que um dos fatores primordiais para continuar com o caráter educativo dos radares é a questão da volta às aulas. “Esse tempo que os radares estão funcionando educativamente, durante o mês de janeiro, é um período em que há visivelmente menos veículos circulando nas ruas, principalmente nos horários de pico. Com a volta às aulas, vamos poder observar melhor como se comportam os condutores no que diz respeito à fiscalização eletrônica”, declara.

Sawana Carvalho esclarece ainda que o interesse da autarquia com a fiscalização eletrônica não é multar, e sim preservar vidas e reduzir acidentes. Por esse motivo, optou-se por estender o período educativo dos radares. “Decidimos por essa prorrogação para que os condutores se familiarizem com os locais onde há fiscalização eletrônica e quando posteriormente os instrumentos passarem a autuar, reafirmem a ideia de que as leis de trânsito existem para ser respeitadas”, diz.

A fiscalização eletrônica registra infrações como a parada sobre a faixa, avanço de sinal vermelho e excesso de velocidade. Mas, nesta fase educativa, o condutor flagrado em desacordo com as normas de trânsito não será multado; apenas uma notificação será enviada ao proprietário do veículo, de acordo com o endereço registrado na base de dados do Detran.

O funcionamento dos radares foi anunciado no dia 3 de janeiro, durante entrevista coletiva realizada no auditório da Secretaria de Segurança Pública (Sesp). Na ocasião, houve a apresentação do mapeamento realizado pela Seção de Análise Criminal da Polícia Militar, que mostrou os pontos que apresentam as maiores incidências, por parte dos condutores, de desrespeito ao limite de velocidade e sinalização, nos quais os radares foram instalados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo