Detran incentiva boa relação entre ciclistas e motoristas no trânsito

por admin
0 visualizações

Às 6h30, a analista de educação Silvia Patrícia Torres está preparada para levar o filho à escola e depois seguir para o local de trabalho. Tudo isso pedalando.

São mais de 7,5 quilômetros percorridos de bicicleta. No trajeto, ela enfrenta algumas ladeiras, o sol forte e muito desrespeito. É que muitos motoristas e motociclistas não compreendem que a relação entre os participantes do trânsito deve ser de gentileza e respeito e que os veículos maiores sempre devem proteger os menores.

“Eu vejo muitos carros e motos estacionados nas ciclovias, com isso a gente acaba tendo que ir pra rua e geralmente os veículos não nos dão preferência na passagem”, lamenta a ciclista.

Silvia Patrícia utiliza a bicicleta para deixar o filho na escola, ir ao trabalho e fazer atividade física (Foto: Weslley Chrystian/Detran)

Apesar dos contratempos, Silvia Patrícia não abre mão de utilizar a bicicleta como principal meio de transporte.  Ela conta que, por ter vindo do interior, trafegar de bicicleta é parte de sua cultura, costume que oportuniza muitos benefícios.

“É um meio de transporte em que eu pratico atividade física, poupo dinheiro e tempo, já que de ônibus esse trajeto que faço em trinta minutos, demoraria mais de uma hora”, conta a analista de educação.

Dia Nacional do Ciclista

O Dia Nacional do Ciclista foi criado em 2006, em homenagem a Pedro Davison, um jovem de apenas 25 anos que foi atropelado e morto, em Brasília, enquanto pedalava, por um condutor que estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida.

Dessa forma, o dia 19 de agosto tornou-se uma data para lembrar que sem respeito, gentileza e bom senso no trânsito, pessoas podem ser mortas por motivos banais e todos devem adotar comportamentos que priorizem a vida nas vias.

O último levantamento do Ministério da Saúde, feito em 2014, revela que mais de mil ciclistas morreram em todo o país e que, em média, 32 ciclistas são internados diariamente, vítimas de acidentes de trânsito.

“Os ciclistas utilizam o meio de transporte mais frágil no trânsito, qualquer queda pode ser fatal. Para mudar a realidade atual é preciso que os condutores pratiquem a direção defensiva e respeitem as normas, assim como os ciclistas devem respeitar seus deveres”, enfatiza o diretor-geral do Detran/AC, Pedro Longo.

Dicas de segurança

A regra fundamental para os motoristas ou motociclistas é respeitar a distância lateral de 1,5 metro ao ultrapassar ciclistas, além disso, dar a preferência e facilitar a passagem em cruzamentos e conversões.

Outra dica é o cuidado ao abrir as portas do veículo, quando estiver estacionado ou parado, em congestionamentos ou cruzamentos.

Já o ciclista deve utilizar capacete e os demais equipamentos de segurança obrigatórios que são sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais e espelho retrovisor do lado esquerdo.

Os ciclistas também não devem utilizar fones de ouvido, devem usar a audição exclusivamente para os sons do trânsito.

O usuário de bicicleta deve conscientizar-se de sua fragilidade e trafegar preferencialmente por pistas exclusivas. Quando não houver, devem utilizar o bordo da pista, no mesmo sentido dos demais veículos.

Outra dica para o ciclista é ser previsível, certificando-se de que está sendo visto e sempre respeitar os demais usuários, principalmente pedestres, não transitando montado pela calçada e faixa de travessia, além de obedecer aos sinais de trânsito e regras de preferência.

Por: Daigleíne Cavalcante

Talvez queira ler essas notícias

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo