Detran, Ageac e Bujari debatem a regularização do transporte intermunicipal

por admin
0 visualizações

Representantes da prefeitura, da câmara municipal e sindicato dos trabalhadores rurais do Bujari juntamente com Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Estado do Acre (Ageac), estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, 19, para tratar da regularização do transporte intermunicipal no município do Bujari.

Nesse primeiro momento foi discutido a parceria dos órgãos para unificar as ações e combater o transporte clandestino, bem como, proporcionar maior segurança às pessoas que necessitam utilizar esse tipo de condução.

“Esse trabalho está sendo feito entre governo e prefeitura, com o objetivo de adaptar nossa realidade como base para a elaboração de uma resolução que regularize as normas de segurança, sem atrapalhar quem precisa desse meio de transporte para escoamento de sua produção ou mesmo para vir à cidade tratar de outros assuntos. Nossa maior preocupação é a diminuição dos índices de acidentes nas estradas e ramais”, explica Sawana Carvalho.

Sawana explica ainda que a regulamentação deve ser realizada pela Ageac. “Ao Detran cabe a fiscalização, mas também estamos colaborando com a elaboração da resolução, pois acreditamos que com a união podemos construir um trânsito mais seguro”, disse.

A vice-prefeita do município do Bujari, Edileuza Silva, destaca que 70% da população da zona rural utiliza desse tipo de serviço. Já o vereador Celso da Codorna (PRB), complementou que depois de estabelecidas as regras, os que não cumprirem devem ser punidos.

Para o gerente de tarifas da Ageac, Cícero Rodrigues, esta é a forma de garantir que os que cumprem sejam respeitados. “Estamos trabalhando com um olhar coletivo. Depois de estabelecidas as regras os toyoteiros terão 90 dias para que seus veículos possam ser adequados” esclarece o gerente.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo