Condutor deve estar atento ao porte da certidão de licenciamento anual de seu veículo

por admin
0 visualizações

Os condutores devem, obrigatoriamente, portar o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) para circular em vias públicas. A norma está prevista no artigo 133 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Segundo, ainda, o mesmo artigo em seu inciso II, o veículo somente será considerado licenciado estando quitados os débitos relativos a tributos, encargos e multas, independentemente da responsabilidade pelas infrações cometidas.

O Departamento de Trânsito (Detran) é responsável pela expedição do CRLV. Visando proporcionar maior comodidade aos proprietários acreanos, o órgão faz o encaminhamento via correios. Porém, muitos documentos retornam ao atendimento de veículos por uma incorreção ou informações incompletas no endereço informado, bem como destinatário ausente. Nestes casos, com a aproximação do término da vigência do documento do ano anterior, o proprietário deve procurar o Detran para receber o do exercício seguinte.

De acordo com a diretora geral do Detran, Sawana Carvalho, os condutores não devem eximir-se de sua responsabilidade, como determina a legislação. “O código de trânsito é claro quando fala que é de responsabilidade do proprietário o porte do documento obrigatório, então se o boleto da taxa não chega a sua casa ou depois o próprio documento, é o condutor que deve procurar recebê-lo”, diz a diretora.

No momento em que vencer o calendário de licenciamento é necessário que se pague também o seguro obrigatório (DPVAT), as possíveis multas e a taxa de licenciamento. Caso falte o pagamento de um dos itens acima, o veículo não estará licenciado, não permitindo assim, que o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) do exercício seja expedido. Os proprietários podem verificar a situação de débitos de seus veículos no site do Detran no link emissão de débitos de veículos (http://migre.me/dkYqi).

A grande maioria dos proprietários não realiza a atualização de seus endereços ou ainda não registram a propriedade do veículo, assim torna difícil a entrega por parte dos correios. É importante que os motoristas registrem seus veículos e mantenham a atualização do seu endereço para recebimento do boleto de pagamento de taxas, documentos obrigatórios, autuações e demais correspondências que possam ser emitidas pelo Detran.


Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo