Blitze interceptam porte de carteiras de habilitação falsificadas

por admin
0 visualizações

(Por Igor Martins)

A intensificação das blitzes, tanto por parte do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) quanto da Polícia Militar, tem evidenciado uma significativa incidência de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) falsas, portadas por condutores de veículos. Isso tem atraído a atenção das autoridades para um esquema de falsificação de documentos de habilitação.

De acordo com o coordenador de fiscalização de trânsito do Detran, Herbson Souza, muitas pessoas adquirem essas CNHs acreditando que são documentos de dentro do próprio órgão. “A única forma legal de obter a carteira é passar por todas as fases do processo de habilitação. Esse esquema não tem relação com o Detran. Geralmente, são cédulas autênticas, vencidas ou roubadas. Os criminosos lavam os dados antigos e colocam os novos, de quem compra a carteira, que não constam no sistema”, esclarece.

O coordenador explica ainda que a Polícia Civil já está tomando as devidas providências com relação às investigações e que a população colabore, não aceitando este tipo de prática. “As pessoas que compram essas CNHs estão sendo enganadas. É importante que a pessoa entenda que ela também está cometendo um crime”, completa.

As pessoas que adquirem CNHs falsas, ao serem abordadas em blitz, são encaminhadas à Delegacia de Flagrantes (Defla), para responder pelo crime de falsificação de documento público, conforme artigo 297 do Código Penal. Na esfera administrativa, o infrator é autuado por conduzir veículo sem possuir habilitação, devendo pagar multa de R$ 574,62.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo