Agentes de trânsito ocupam cruzamentos para melhorar fluidez de veículos

por admin
0 visualizações

Para melhorar tráfego na região central da capital, a equipe de agentes de trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) está auxiliando no fluxo de veículos nos principais cruzamentos do centro de Rio Branco nos horários de pico (hora do almoço e no início da noite). Os pontos escolhidos são aqueles que se tornam gargalo com o grande volume de veículos ao mesmo tempo, tornando a volta pra casa mais demorada.

O trabalho dos agentes consiste no controle da fluidez, substituindo inclusive a tarefa dos semáforos. Essa é uma das obrigações dos agentes, que além da fiscalização cotidiana são também responsáveis pela operação do trânsito, organização do tráfego em locais de difícil fluxo e pontos que estão sofrendo algum tipo de intervenção pública ou privada. São eles quem dão passagem a passeatas, manifestações e interditam ruas em casos de obras e reformas.

“Nossa tarefa não é só a fiscalização – temos mais responsabilidades do que os cidadãos imaginam. Toda intervenção de rua, fechamento de avenidas e controle de tráfego é de responsabilidade dos órgãos de trânsito e especificamente organizada pelos agentes de trânsito”, diz a diretora-geral do Detran, Sawana Carvalho.

Os pontos que estão sofrendo intervenção por parte dos agentes são os cruzamentos da Avenida Brasil com a Rua Floriano Peixoto, no Colégio São José; Floriano Peixoto com Rui Barbosa, na sede da Polícia Federal, e na Marechal Deodoro com a Rui Barbosa, no banco Santander. Nesses cruzamentos, os agentes controlam o fluxo e tomam o lugar do semáforo, que em muitos casos não são respeitados pelos motoristas.

O centro de Rio Branco é a região da cidade que recebe o maior número de veículos, concentrando o tráfego em seu perímetro, pois é o ponto de passagem para as outras regiões da capital. “Estamos trabalhando para melhorar o maior entrave do nosso trânsito. O centro da cidade concentra muitos veículos, apesar de já termos mais duas pontes, nos outros extremos da cidade”, explica o coordenador de fiscalização de trânsito, Herbson Souza.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo