Acre é o segundo estado com menos mortes no trânsito, aponta estudo

por admin
3 visualizações
Daigleíne Cavalcante 

 

A pesquisa leva em consideração dados de 2015 e indica que no Acre foram registrados 115 óbitos em decorrência de acidentes nas vias (Foto: Ascom/Detran Acre)

O Retrato da Segurança Viária 2017 , feito pela Companhia de Bebidas das Américas (Ambev) e parceiros, aponta o Acre como o segundo estado brasileiro com menor número de mortes no trânsito.

O estudo tem o objetivo de auxiliar a elaboração de políticas efetivas de combate aos acidentes de trânsito e leva em consideração informações obtidas por meio do cruzamento de dados de diversos órgãos de trânsito como a Associação Nacional dos Transportes Públicos (ANTP), a Confederação do Transporte (CNT), Sistema Único de Saúde (SUS) e o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), entre outros.

A pesquisa leva em consideração dados de 2015 e indica que no Acre foram registrados 115 óbitos em decorrência de acidentes nas vias, um número 17% menor que no ano anterior, ficando atrás apenas do Amapá, que apresentou 93 mortes no trânsito.

Dados nacionais

O Retrato da Segurança Viária 2017 mostra que o Brasil registrou uma baixa histórica no indicador de mortalidade devido a acidentes. O número absoluto das fatalidades, nas ruas e estradas do país, apresenta redução de 16%, levando em consideração o período entre 2010, ano em que o Brasil aderiu a¿ Década de Segurança no Trânsito da Organização das Nações Unidas (ONU), e 2015.

Os dados mostram que o Brasil avançou, mas ainda vive uma situação alarmante. De acordo com o relatório, os acidentes já são a segunda causa de morte não natural no país, sendo que em 2015 mais de 39 mil pessoas perderam a vida no trânsito, além das mais de 203 mil que ficaram feridas.

Acre segue avançando

A quantidade de acidentes de trânsito que fazem vítimas fatais também reduziu em 43,48%, além da quantidade geral de acidentes de trânsito nas vias estaduais que teve uma queda de 14,14% (Foto: Ascom/Detran Acre)

Em maio de 2017 o Acre ultrapassou a meta de redução de mortes no trânsito apontada pela ONU, que era de 50% em um período de dez anos. Em apenas seis anos o estado atingiu uma redução de 58 % no número de mortes nas vias, ao passo que o aumento da frota foi de 38% e o crescimento da população, de 9%.

Os dados mais atuais do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) mostram que, se for levado em consideração o índice de vítimas fatais para cada dez mil habitantes, comparando os períodos de janeiro a setembro dos anos de 2016 e 2017, a redução de mortes em vias estaduais é de 40,54%, sendo 53 mortes no ano passado e 33 no ano atual.

A quantidade de acidentes de trânsito que fazem vítimas fatais também reduziu em 43,48%, além da quantidade geral de acidentes de trânsito nas vias estaduais que teve uma queda de 14,14%.

“Acreditamos que um trânsito sem mortes é possível. Por isso temos investido em ações que disseminam a cultura de paz nas vias, apostando na orientação e educação para todas as faixas etárias, na fiscalização, quando necessária, e em projetos de engenharia que contribuam nesse sentido. Porém, precisamos que cada cidadão adote comportamentos seguros, obedecendo às leis de trânsito” afirma o diretor-geral do Detran, Pedro Longo.

Talvez queira ler essas notícias

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Ir para o conteúdo